Exaustos, porém, realizados!

Análise descritiva da Síndrome de Burnout entre os padres e religiosos brasileiros

  • Aureliano Pacciolla
  • Vagner Sanagiotto

Resumo

A presente pesquisa aborda de maneira descritiva a Síndrome de Burnout entre os padres e religiosos brasileiros. Em uma amostra de 400 padres e religiosos que atuam no território brasileiro, foram considerados três objetivos orientativos: o primeiro foi o de verificar as propriedades psicométricas do Maslach Burnout Inventory – Human Services Survey (MBI-HSS)1 quando administrado entre os padres e religiosos; os dados analisados indicaram adaptação do modelo para estudar Síndrome de Burnout entre os religiosos e padres. O segundo objetivo foi o de analisar as principais características da Síndrome de Burnout apresentadas pelo MBI-HSS; o resultado indicou que os padres e religiosos brasileiros tem altos/médios níveis de exaurimento emotivo, altos índices de despersonalização e altos índices de realização pessoal. O terceiro objetivo foi o de compreender quais são os aspectos sociodemográficos que influenciam o burnout, por meio da Análise de Variância (ANOVA); o resultado da ANOVA indicou que idade, tempo de consagração religiosa ou ordenação presbiteral e quantidade de horas trabalhadas se diferenciam significativamente entre os grupos analisados quando o assunto é Síndrome de Burnout.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aureliano Pacciolla

Doutor em Psicologia da personalidade pela Libera Università Maria Santissima Assunta (LUMSA) e Teologia Moral pela Pontificia Università Gregoriana – Roma. Professor da Faculdade Humanistas – Roma.

Vagner Sanagiotto

Doutorando em Psicologia na Università Pontificia Salesiana, Roma. Área de pesquisa: “psicopatologia na Vida Religiosa e Presbiteral”.

Publicado
2022-04-12
Como Citar
Pacciolla, A., & Sanagiotto, V. (2022). Exaustos, porém, realizados! Análise descritiva da Síndrome de Burnout entre os padres e religiosos brasileiros. Revista Eclesiástica Brasileira, 82(321), 193-207. https://doi.org/10.29386/reb.v82i321.3942