Diálogo e sinodalidade na ação missionária da Igreja

Perspectivas a partir do Sínodo da Amazônia

  • Elias Wolff

Resumo

O mundo é cada vez mais plural nos âmbitos cultural e religioso, exigindo que a Igreja desenvolva de forma convicta a perspectiva dialogal da missão. E, como esta é uma tarefa de toda a comunidade eclesial, urge também que a Igreja viva um verdadeiro processo sinodal no modo de refletir e decidir os projetos de missão. Isso tem implicações para a Igreja em dois âmbitos: ad extra, identificar interlocutores do Evangelho, dentre os quais destacam-se as culturas, as igrejas e as religiões; ad intra, retomar processos conciliares, como a eclesiologia do Povo de Deus, o sacerdócio comum dos fiéis, a pastoral de conjunto. O Sínodo para a Amazônia foi um importante esforço nessa direção, vinculando a afirmação da fé em Cristo com práticas de afirmação da justiça socioambiental que expressam a “vida em abundância” (Jo 10,10), para o ser humano e toda a criação. Nessa direção, a Igreja é chamada a exercitar a “cultura do diálogo” e a “conversão sinodal” como pilares de sua prática evangelizadora em nossos tempos.

Abstract: The world is increasingly plural in cultural and religious spheres, demanding that the church develop with conviction the dialogic perspective of mission. And as this is a task for the entire ecclesial community, it is also urgent that the Church live a true synodal process in the way of reflecting and deciding on mission projects. This has implications for the Church in two areas: ad extra, identifying interlocutors for the gospel, among which cultures, churches and religions stand out; ad intra, resuming conciliar processes, such as the ecclesiology of the People of God, the common priesthood of the faithful, overall pastoral care. The Synod for the Amazon was an important effort in this direction, linking the affirmation of faith in Christ with practices of affirmation of socio-environmental justice that express “life in abundance” (Jn 10:10), for human beings and all of creation. In this direction, the church is called to exercise the “culture of dialogue” and the “synodal conversion” as pillars of its evangelizing practice in our times.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elias Wolff

Pós-doutorado na Lutheran School of Theology at Chicago/EUA (2019); Doutor em teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana/Roma (2000). Atualmente é membro do Programa de Pós--Graduação em Teologia – PUC-PR, e dedica-se à pesquisa do ecumenismo e diálogo das religiões.

Publicado
2022-04-12
Como Citar
Wolff , E. (2022). Diálogo e sinodalidade na ação missionária da Igreja: Perspectivas a partir do Sínodo da Amazônia. Revista Eclesiástica Brasileira, 82(321), 45-65. https://doi.org/10.29386/reb.v82i321.3935