O magistério católico: simultaneamente pedra de tropeço e chance

Michel Dencken

Resumo


O artigo constata inicialmente uma crise do magistério e procura efetuar uma defesa e uma ilustração da função teológica do magistério em virtude de sua natureza teológica: o magistério não é um mal necessário, mas uma necessidade. A seguir, põe em evidência aspectos importantes no vínculo entre magistério e teologia: trata-se de passar da suspeita mútua à vigilância comum. No final, em algumas observações conclusivas, tenta captar os elementos de um desafio que o mundo ocidental contemporâneo lança ao mesmo tempo ao magistério e à teologia.

Abstract: The article initially sees a crisis within the teaching office and tries to efect a defense and an illustration of the theological function of the teaching office in virtue of its theological nature: the teaching office is not a necessary evil, but a necessity. Following this, it brings forth important aspects in the link between the teaching office and theology: mutual suspicion becomes common vigilance. In the end, in some conclusive observations, it tries to capture the elements of a challenge which the western contemporary world projects outwards at one and the same time to the teaching office and to theology.

Palavras-chave


Magistério Católico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29386/reb.v62i245.1988

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista Eclesiástica Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Instituto Teológico Franciscano
Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil