Bioética e medicina diante dos desejos: Uma introdução

Neiva Maria Garcia Catto De Marchi, Márcio Fabri dos Anjos

Resumo


O desejar humano deriva de sua condição histórica, de um ser consciente incompleto que vai se fazendo, sem domínio do seu futuro. Ao mesmo tempo em que desejar é uma necessidade, é também um importante desafio ético imposto à sua vida. Tal condição humana é o contexto moral em que procuramos estudar a contemporânea demanda por serviços médicos que vão além das necessidades terapêuticas, deslocando-se dos objetivos curativos e preventivos da medicina tradicional para uma medicina que busca dar conta dos mais variados desejos. O presente estudo, pautado pela bioética hermenêutica, procura oferecer uma leitura introdutória ao longo caminho de profundas e radicais transformações socioculturais em que as facilidades técnicas em Medicina, somadas ao crescimento da afirmação das autonomias subjetivas, colocam em pauta questões éticas relacionadas aos desejos em solicitações por serviços médicos. Privilegiando as dimensões sociais e econômicas do tema, emergem diversos condicionamentos às autonomias dos sujeitos de desejos; e indiretamente se verifica como o crescimento das autonomias paradoxalmente se torna uma ameaça para o próprio exercício delas, através de um grande jogo de disputa por interesses individuais.

Abstract: The human desire derives from its historical condition, from an incomplete conscious being that goes making itself, without mastery of its own future. At the same time wishing is a necessity, it is also an important ethical challenge imposed on its life. Such human condition id the moral context in which we seek to study the contemporary demand for medical services that goes beyond therapeutic needs, moving from the curative and preventive goals of the traditional physic to a medicine that seeks to fulfill the most varied wishes. The present study seeks to offer, through a Bioethics view, an introductory reading along the deep and radical sociocultural transformations way in which the medical technical facilities, added to the subjective autonomies affirmation growth brings up ethical issues related to desires into medical services requests. Privileging the social and economic dimensions of the theme, several conditions to the autonomy of the subjects of desires emerge; and indirectly verifies how the growth of the autonomies paradoxically becomes a threat to their own exert  through a great dispute for individual interests. 

Keywords: Subjective Autonomy; Bioethics; Desire; Medicine.


Palavras-chave


Subjetividade autônoma; Bioética; Desejo; Medicina.

Texto completo:

PDF

Referências


ALLAMEL-RAFFIN, C.; LEPLÈGE, A.; MARTIRE JUNIOR, L. História da Medicina. Aparecida: Ideias & Letras, 2011.

BEAUCHAMP, T.L.; CHILDRESS, J.F. Princípios de Ética Biomédica. 3. ed. São Paulo: Loyola, 2013.

BENATAR, S.R. Bioética: Poder e injustiça, discurso do presidente. In: GARRAFA, V.; PESSINI, L. (Org.). Bioética: poder e injustiça. São Paulo: Loyola; Sociedade Brasileira de Bioética; Centro Universitário São Camilo, 2003.

BENTO, L.A. Bioética e pesquisa em seres humanos. São Paulo: Paulinas, 2011.

DE MARCHI, N.M.G.C. A Bioética e o futuro médico. Curitiba: APPRIS, 2019.

EDMONDS, A.; SANABRIA, E. Entre saúde e aprimoramento: a engenharia do corpo por meio de cirurgias plásticas e terapias hormonais no Brasil. História, Ciências, Saúde, Manguinhos/Rio de Janeiro, v. 23, n. 1, p. 193-210, jan.-mar. 2016.

FOUCAULT, M. História da sexualidade. I: a vontade de saber. 6. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1985.

FOUCAULT, M. Em defesa da sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

FOUCAULT, M. Nascimento da Biopolítica. Curso no Collège de France (1978-1979). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

GARRAFA, V.; PESSINI, L. (Org.). Bioética: poder e injustiça. São Paulo: Loyola; Sociedade Brasileira de Bioética; Centro Universitário São Camilo, 2003.

GARRAFA, V. Inclusão social no contexto político da Bioética. Revista Brasileira de Bioética, v. 1, n. 2, 2005.

GARRAFA, V.; MANCHOLA-CASTILLO, C. Releitura crítica (social e política) do princípio da justiça em bioética. Revista de Direitos e Garantias Fundamentais, v. 18, n. 3, p. 11-30, 2017.

HOTTOIS, G. Medicina do desejo. In: HOTTOIS, G.; MISSA, J-N. (Ed.). Nova Enciclopédia de Bioética. Lisboa: Instituto Piaget, 2001.

HOTTOIS, G. Do renascimento à pós-modernidade: uma história da filosofia moderna e contemporânea. São Paulo: Ideias e Letras, 2008 (De la renaissance a la postmodernité. Une histoire de la philosophiemoderne e contemporaine. 3. ed., Bruxelles: De Boeck, 2002).

KETTNER, M. Wunscherfüllende Medizin zwischen Kommerz und Patientendienlichkeit. Ethik in der Medizinm, v. 18, n. 2, p. 81-91, 2006 KETTNER, M. The authority desire in medicine. In: DÜWELL, M.; CHRISTOPH, R.-S.; MIETH, D. The contingent nature of life: bioethics and limits of human existence. [S.l.]: Spring, 2008 (International Library of Ethics, Law, and the New Medicine – 39).

KETTNER, M. (Org.). Wunscherfüllende Medizin. Ärztliche Behandlung im Dienst von Selbstverwirklichung und Lebensplanung. Frakfurt am Main: Campus, 2009.

PERALES, A. Ética, bioética y medicina. Revista Peruana de Medicina Experimental y Salud Pública, v. 28, n. 4, p. 578-580, 2011. Disponível em: . Acesso em: 22 maio 2012.

PESSINI, L. et al. (Org.). Ética e bioética clínica no pluralismo e diversidade: teorias, experiências e perspectivas. São Paulo: Centro Universitário São Camilo; Ideias & Letras, 2012.

PESSINI, L.; BARCHIFONTAINE, C.P. Problemas atuais de bioética. 11. ed. São Paulo: Centro Universitário São Camilo, 2014.

POTTER, V.R. Bioética: ponte para o futuro. São Paulo: Loyola, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.29386/reb.v79i313.1880

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Eclesiástica Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Instituto Teológico Franciscano
Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil