Unidade na pluralidade: A eclesiologia de J.-A. Möhler (1796-1838)

Sinivaldo Silva Tavares

Resumo


Na ocorrência dos quarenta anos da Lumen Gentium, o Autor chama a atenção para a contribuição “pioneira” de J.-A. Möhler ao amplo debate acerca daquelas instâncias de “renovação eclesiológica” anteriores e concomitantes ao Vaticano II. A inclusão recíproca dos princípios pneumatológico e cristológico, mediante a mútua articulação, tornou possível a elaboração de uma eclesiologia relevante e ainda mais próxima à tradição. Resistindo aos ventos contrários da neo-escolástica e do integralismo antimodernista, as reverberações de seu pensamento chegaram até o Vaticano II e, ainda hoje, continuam gozando de uma surpreendente atualidade.

Abstract: In memory of the forty years of the Lumen Gentium, the Author calls attention to J.-A. Möhler’s “pioneer” contribution to the ample debate about those instances of “ecclesiological renovation” that happened before and concomitantly with the Vatican II. The inclusion of the pneumatological and Christological principles, by means of their mutual articulation, made possible the development of a relevant ecclesiology that was even closer to the tradition. Resisting the opposing winds of the neo-scholasticism and of the anti-modernist integralism, the echoes of his thought reached the Vatican II and, to date, continue to be surprisingly contemporary.


Palavras-chave


Eclesiologia; J.-A. Möhler.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.29386/reb.v64i256.1696

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Eclesiástica Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Instituto Teológico Franciscano
Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil